• BannerEntreSerMembros
  • Vários
  • Paulo Borges

    Paulo Borges

  • Daniela Velho

    Daniela Velho

  • Teresa Alfama

    Teresa Alfama

EVENTOS
Marque na sua agenda

  • Programa Alegria de Viver – Mingyur Rinpoche
  • Prática Semanal de Meditação - c/ Daniela Velho
  • Introdução à Meditação - Nível I - Jun2017
  • Prática Semanal de Meditação - c/ Paulo Borges
  • Conversas no Coração do Mundo - Maio 2017

  • Home
  • Entre-Ser
  • Princípios, Textos e Ensinamentos

ENTRE-SER
Princípios, Textos e Ensinamentos

 
O Círculo fundamenta-se em quatro princípios, presentes em todas as tradições budistas:

  • Não-apego às visões;
  • Experiência meditativa da origem interdependente de todos os fenómenos;
  • Adequação e aplicação às circunstâncias;
  • Meios hábeis.

O Círculo considera os princípios do não-apego às visões e da experiência meditativa da origem interdependente de todos os fenómenos como os mais importantes guias para se alcançar uma verdadeira visão profunda da natureza das coisas.

Considera os princípios de adequação e aplicação às circunstâncias e os meios hábeis como guias para as diversas acções na sociedade.

O não-apego às visões e a experiência meditativa da origem interdependente de todos os fenómenos conduzem à abertura de espírito, ao amor e à compaixão, tanto no domínio da percepção da realidade como no das relações humanas e das relações do homem com a natureza e os demais seres vivos.

A adequação e aplicação às circunstâncias e os meios hábeis conduzem à capacidade de ser criativo e de reconciliar, ambas necessárias para o serviço dos seres vivos.

O Círculo do Entre-Ser não considera nenhum sutra ou conjunto de sutras como as suas escrituras fundamentais.

Colhe inspiração da essência do Dharma do Buda em todos os sutras. Busca compreender e realizar o espírito do Dharma no budismo inicial, tal como no desenvolvimento desse espírito ao longo da história da Sangha (comunidade budista) e na sua vida e ensinamentos em todas as tradições budistas.

Inspira-se também nos textos de outras tradições espirituais, na tradição agnóstica e ateia, na ciência contemporânea e no património da experiência humana planetária.

Considera natural e necessário o desenvolvimento do budismo original em novas correntes e escolas, sem trair os princípios fundamentais, mas adequando-os a novos contextos existenciais, históricos, sócio-culturais e ambientais, para manter vivo o espírito de Buda.

Apenas propondo novas formas de vida budista se pode ajudar a perpetuar o verdadeiro espírito de Buda, o espírito do Despertar pelo bem de todos os seres.


PARTILHE ESTE ARTIGO

 Enquanto existir o espaço, enquanto aí existirem seres, possa eu também permanecer para dissipar todo o seu sofrimento. 

~ Shantideva

CONTACTOS
Como chegar a nós

CÍRCULO DO ENTRE-SER

FALE CONNOSCO

COORDENADAS

SEGUE-NOS

Segue-nos nas redes sociais

SEGUE-NOS

Segue-nos nas redes sociais