• BannerEntreSer

EVENTOS
Marque na sua agenda

  • Conversas no Coração do Mundo - Junho 2017
  • Desaprender até morrer
  • Círculo de Leitura Agostinho da Silva
  • Programa Alegria de Viver – Mingyur Rinpoche
  • Introdução à Meditação - Nível I - Julho

  • Home
  • Meditação
  • Nas Empresas

MEDITAÇÃO
Nas Empresas

 
Assistimos hoje a transformações profundas ao nível das organizações, nomeadamente no que toca à necessidade cada vez mais evidente de olhar a entidade e as pessoas de uma forma integrada e holística. Atender àquilo que são as pessoas nomeadamente na sua dimensão física, emocional e cognitiva e propiciar o ambiente necessário ao desenvolvimento das suas plenas potencialidades são factores decisivos para uma liderança que se quer cada vez mais franca, aberta, responsável e empática, bem como para a prosperidade de qualquer projecto.

A mudança do paradigma empresarial é já uma evidência em vários países e trazer a meditação para as empresas tem sido um dos aspectos mais significativos e revolucionários nesta nova realidade. Propiciando a abertura e a ampliação das consciências, a redescoberta da capacidade de nos sentirmos plenos, inspirados e criativos, bem como a possibilidade de se manterem níveis significativos de solidez e de serenidade ainda que as circunstâncias sejam exigentes e difíceis, a meditação torna-se uma ferramenta essencial a um ambiente organizacional rico e positivo, estável, empenhado, comunicativo, flexível e polivalente, criativo, harmónico e em pleno florescimento.

Por outro lado, o sucesso duradouro de uma empresa passa naturalmente pela existência de níveis de consciência e maturidade emocional elevados; de capacidade de relacionamento humano aberto, intuitivo, empático e compassivo; de elevados níveis de responsabilidade, integridade, humildade e capacidade de comunicação. Passa ainda pela existência de líderes e colaboradores com elevados níveis de autoconsciência e capacidade de identificação e desconstrução de padrões comportamentais limitadores, bem como de pro-actividade construtiva.

"A maioria das empresas ainda estão dominadas por números, informação e análises e isso torna muito mais difícil o contacto com a intuição, a criatividade e o pensamento não linear - as competências de que os líderes precisam para ter sucesso no futuro"
- Mort Meyerson, Presidente da Perot Systems

"Precisamos de desenvolver a arte de ser sensível, intuitivo e sintonizado o suficiente para entender o que está a acontecer na organização”
- John Mackey, Whole Foods Markets Co-fundador e co-CEO

Torna-se assim essencial a presença de factores como:

  • Uma visão clara sobre a via que a empresa pretende seguir, quais os meios mais adequados para o fazer e a energia que se pretende gerar/desenvolver e aplicar à concretização dos projectos;
  • Um projecto consciente, inspirado, que possua uma abordagem integral, aberta e respeitadora da comunidade envolvida, desde os colaboradores aos clientes e ao próprio Planeta;
  • Uma liderança consciente e desperta, inspiradora e ética;
  • Uma equipa próspera e coesa, realizada e empenhada.

A este respeito a Harvard Business Scholl, em cooperação com a INSEAD - a maior escola empresarial da Europa - , concluíram através de uma investigação feita na área que as duas ferramentas de negócios mais eficazes para os executivos do século XXI são a meditação e intuição.

Os benefícios da meditação no local de trabalho são ilimitados e têm um efeito expansivo. Começam com o indivíduo e vão gradualmente abrangendo um círculo cada vez mais amplo de colaboradores até influenciarem positivamente a organização como um todo.

Os benefícios da meditação no local de trabalho são ilimitados e têm um efeito expansivo. Começam com o indivíduo e vão gradualmente abrangendo um círculo cada vez mais amplo de colaboradores até influenciarem positivamente a organização como um todo.

A plenitude da empresa tem a sua origem necessariamente na inspiração e na capacidade de inovação de cada uma das pessoas envolvidas. O aprofundamento da consciência e do autoconhecimento que resultam da introspecção e introversão da atenção decorrente das práticas contemplativas reflecte-se necessariamente na forma como passamos a reconhecer e a valorizar as oportunidades que a todo o tempo estão disponíveis. Por outro lado, é desbloqueada uma fonte significativa de criatividade essencial à prosperidade de qualquer projecto.

A grande questão nos nossos dias é que este potencial individual, de equipa e de projecto, encontra-se, regra geral, seriamente limitado pelo automatismo, pelo stress e pela desconexão que bloqueiam a claridade mental, a inspiração e os processos criativos e que se repercute necessariamente ao nível do desempenho pessoal, da segurança e da autoconfiança, da saúde física e mental, da capacidade de relacionamento interpessoal e de criação em equipa, factores essenciais de sucesso para a actividade da empresa.

Por outro lado, uma empresa que possibilita a prática da meditação distingue-se necessariamente não apenas em relação aos colaboradores que dela usufruem, demonstrando preocupação pela sua saúde integral, como também ao próprio público que, cada vez mais desperto, procura, e procurará, ser servido por organizações éticas que desenvolvam a sua actividade de forma atenta, integral, cuidadora e mesmo regenerativa, ultrapassando objectivos meramente materiais e imediatistas.

De entre as inúmeras vantagens da meditação nas empresas destacamos as seguintes:

  • Aumento da clareza e capacidade de foco, que surgem naturalmente da calma e paz interiores que a meditação proporciona;
  • Aumento da dedicação e lealdade dos colaboradores à empresa da qual se sentem (e são) co-criadores, tomando o sucesso da empresa como o seu próprio sucesso;
  • Criação de um espaço de comunicação e partilha aberto e claro, facilitador da troca de ideias e do surgimento da criatividade. A claridade e o foco que a meditação proporciona são a via para a comunicação precisa, transparente e eficaz essencial ao sucesso da empresa;
  • Aumento da qualidade de vida, dos níveis de alegria, de felicidade e da saúde, com diminuição dos riscos de acidentes cárdio-vasculares, tensões e depressão e um número infindável de outras condições que debilitam os colaboradores e contribuem grandemente para a infelicidade no trabalho e para o absentismo.
  • Optimização das relações humanas, capacidade de aceitação e trabalho em equipa, eficácia da gestão de conflitos, resiliência e eficiência, motivação e vigor laboral.
  • Como consequência dos factores anteriormente descritos, surge o aumento da dedicação e produtividade, que se reflectirá, em geral, ao nível da produtividade e sucesso da própria empresa.

Neste sentido, o Círculo do Entre-Ser trabalha directamente na raiz do problema das nossas organizações – o nível de felicidade, em geral, dos indivíduos que a compõem - através das mais variadas técnicas de meditação existentes e que são adaptadas às realidades e contextos específicos de cada uma e podem ser dirigidas especificamente a cargos dirigentes e/ou a técnicos de todas as áreas.

De entre milhares de empresas que por todo o mundo integraram práticas de meditação na sua vida quotidiana nomeamos as seguintes grandes corporações: Ford, Google, Target, Adobe, Deutsche Bank, Yahoo!, AOL Time Warner, Apple, NASA, Exxo Mobil, IBM, Canon, Shell.


PARTILHE ESTE ARTIGO

 Enquanto existir o espaço, enquanto aí existirem seres, possa eu também permanecer para dissipar todo o seu sofrimento. 

~ Shantideva

CONTACTOS
Como chegar a nós

CÍRCULO DO ENTRE-SER

FALE CONNOSCO

COORDENADAS

SEGUE-NOS

Segue-nos nas redes sociais

SEGUE-NOS

Segue-nos nas redes sociais